06.02.2015

Ilhéus: o que fazer, onde ficar e comer na terra de Gabriela

Ilhéus: o que  fazer, onde ficar e comer na terra de Gabriela

Sem Jorge Amado, o Vesúvio talvez fosse só mais um boteco perto da praça principal de Ilhéus. Mas a história do encontro improvável entre um imigrante sírio e uma retirante nordestina na terra do cacau mudou tudo nesta parte da Bahia.

Bar Vesúvio em IlhéusDiante da Igreja de São Sebastião, tomando uma cervejinha do bar de Nacib, fica difícil saber o que faz ou não parte da literatura, tão misturados eles estão em Ilhéus.

Região do antigo portoO melhor a fazer talvez seja levar Gabriela, Cravo e Canela embaixo do braço. Sair com Nacib pelas ruas antigas até a região do porto de onde os coronéis viam sair os navios carregados de cacau.

A euforia e a riqueza de 1925, mostradas no livro, já não existem. Muitos prédios históricos estão malconservados. Mas parte do cenário continua lá e são os principais pontos turísticos de Ilhéus. Uma tarde é suficiente para conhecer a maioria deles. Deixe o dia seguinte para as praias e uma visita à histórica Fazenda Primavera.

Bataclan em IlhéusDepois de décadas de abandono, o antigo Bataclan virou restaurante- museu, mantendo o estilo e a decoração de sua época de ouro nos anos 20.

Objetos de Maria Machadão_editedNos fundos, móveis e objetos da época recriam o que foi ou poderia ter sido o quarto de Maria Machadão, a dona do cabaré.

Uma caminhada pela parte antiga da cidade, entre a Baía do Pontal e o mar, mostra o que Jorge Amado via nos anos em que morou no belo sobrado perto de quase tudo que aparece nos livros.

Residência de Jorge Amado em Ilhéus_editedA casa, hoje um museu que conta a história do escritor, foi construída pelo pai com o dinheiro de um prêmio da loteria.

Da janela do quarto, onde ele escreveu O País do Carnaval, vê-se o Teatro, a Catedral e s belas fachadas do fim do século XIX e início do século XX, quando Ilhéus se tornou a capital mundial do cacau.

Vista da janela de Jorge AmadoAs histórias de riqueza rápida atraíam forasteiros como a família de Nacib e a nordestina Gabriela.

Na vida real, a população aumentou mais de dez vezes em menos de três décadas e a cidade começou a se modernizar sob o comando dos coronéis.

Casa do Coronel Misael em IlhéusUm século depois, o sobrado do Coronel Misael Tavares, o Rei do Cacau, ainda chama a atenção diante da Igreja de São Jorge, a mais antiga da cidade.

Mas para entender – e ver- melhor a cidade, é preciso subir os morros. São pelo menos oito mirantes, a maioria dentro da cidade. Se você não estiver de carro, vale pegar um taxi pelo menos até a Igreja da Piedade. Vista do alto, a cidade parece mesmo saída de um livro.

Mirante IlhéusNa baía do Pontal, o mar encontra o Rio Cachoeira ainda cercado por reservas de Mata Atlântica. Entre as torres das igrejas, surgem as praias do litoral mais extenso da Bahia.

Instituto da Piedade em IlhéusLá em cima, ainda bem preservado, está o prédio imponente erguido em 1916 para abrigar a Igreja e o Convento da Piedade.

Convento da PiedadeA escola, que também aparece em Gabriela, funciona aqui até hoje. Algumas salas, transformadas em museu pelas freiras, mantém ainda os móveis e objetos do início do século passado.

Aqui e por toda a cidade, ambientes, prédios, nomes e sobrenomes verdadeiros lembram os personagens de Jorge. Até hoje a identidade real de alguns deles provoca controvérsias.

Uma mistura de realidade e ficção que deixa ainda mais saboroso o passeio por Ilhéus.

Fotos: Cassiana Pizaia
—————————————

Guia Rápido de Ilhéus

O QUE FAZER EM ILHÉUS

Ilhéus tem belas praias mas as águas do Rio Cachoeira deixam o mar mais escuro em algumas praias perto do centro.

A visita vale a pena pela beleza da cidade, pelos prédios históricos e as referências ao cacau e às histórias de Jorge Amado.

Um dia é suficiente para conhecer a cidade e as praias próximas. Programe também uma visita às fazendas de cacau (sim, elas ainda existem!) .

A Fazenda Primavera fica na estrada para Itabuna, a 25 quilômetros de Ilhéus.
Além das plantações de cacau, o dono mantém um museu sobre a história da fazenda.
Agende a visita pelo telefone: 073 3613 7817 / 073 9983 7627

Uma opção interessante é incluir Ilhéus em um roteiro mais amplo pela Costa do Cacau, que vai de Canavieiras (ao sul) a Itacaré (ao norte). Você vai encontrar belíssimas praias, principalmente ao norte.

Onde Ficar em Ilhéus

Praia dos Milionários no início da manhã.

Praia dos Milionários no início da manhã.

Os melhores hotéis e pousadas ficam diante das praias do litoral sul. A Praia dos Milionários tem mais infraestrutura, com grandes barracas à beira-mar. As maiores fornecem mapas turísticos da cidade.

Se for alugar carro, converse com o pessoal do hotel. As locadores locais tem preços menores que as empresas conhecidas e levam o carro até você. Alugar um carro no aeroporto de Ilhéus sai bem mais caro.

PRAIAS DE ILHÉUS

Ao Sul

O acesso é fácil pela Rodovia Ilhéus- Olivença. Infelizmente, depois da Praia dos Milionários, a paisagem fica escondida atrás de casas e hotéis. É preciso ficar de olho nas ruas estreitas que levam até a praia. A ocupação desorganizada da orla atrapalha a circulação.

Back Door IlhéusAs praias do balneário de Olivença são as mais procuradas.Back Door é a preferida pelos surfistas. Prefira os períodos de maré baixa. Quando o mar sobe, a faixa de areia quase desaparece.

Ao Norte

Saindo da cidade, em direção a Itacaré, ficam as praias mais bonitas da região de Ilhéus. A estrada- parque, cercada por palmeiras e lavouras de cacau, é um passeio por si só. Ao contrário do sul, a estrada passa longe da orla, mas há mirantes e acessos sinalizados às principais praias.

ONDE COMER EM ILHÉUS

Não há muitas opções em Ilhéus.
No Vesúvio, você junta o útil ao agradável. Além de boa localização e clima descontraído, o bar serve moqueca e outros pratos regionais. O único problema é a falta de ar-condicionado.

Decoração do BataclanO Bataclan serve comida a quilo no almoço e pratos a la carte à noite. Se possível, programe o jantar para a noite de apresentações artísticas, quando o restaurante recria o clima de cabaré nos anos 20. O espaço tem também uma loja de souvenires.

Experimente os sorvetes do Ponto Chic, na esquina da praça principal com a rua Jorge Amado.

VEJA TAMBÉM

Fazenda Primavera| Cacau com história em Ilhéus

MAIS SOBRE A BAHIA

O que fazer e viver na Península de Maraú
Taipu de Fora| Marque encontro com o paraíso
De ônibus pelas praias de Salvador
Pelourinho: Um passeio pela história de Salvador

postado por Cassiana Pizaia
  1. 6 fev2015
    Adriana

    Achei o máximo !!!!!! Não imaginava que o lugar estivesse assim tão bem cuidado, com prédios históricos preservados…. Adorei o roteiro és matéria!!!! Parabéns!!!!

    • 7 fev2015
      Cassiana Pizaia

      Nem tudo está bem cuidado em Ilhéus, Adriana. Mas as principais atrações estão preservadas, sim. E é muito bacana ver o Bar Vesúvio e o Bataclan funcionando. Obrigada!

  2. 26 fev2015
    Eliane Carvalho Souza Silva

    Hoje moro em E.S mais meu filho nasceu em Ilheus,sou de Coaraci e mim orgulho da cidade de Ilheus,amo de mais

    • 27 fev2015
      Cassiana Pizaia

      Bacana, Eliane. Também gostei muito de conhecer sua cidade. Abraço!

  3. 20 dez2015
    Wilson Ant. Pizaia (@WPizaia)

    Achei incrível. Agora só falta ir na terra da Gabriela.
    Parabéns, prima.

    • 21 dez2015
      Cassiana Pizaia

      Valeu, Wilson! 🙂

Deixe seu comentário: